Magnetotérmicos e diferenciais

Simon apresenta uma das opções mais exigidas hoje para oferecer a segurança necessária quando as instalações excederem os limites de risco. Temos magnetotérmicos unipolares e bipolares e modelos diferenciais, em diferentes formatos e número de elementos.

A grande maioria deles vem com placa embelezada para ocultar os mecanismos interiores e fornecer o produto de maior estética ao integrá -lo com o restante dos elementos espaciais disponíveis.

Para que serve um magnetotérmico e como funciona?

O magnetotérmico é um dispositivo muito útil e oferece grande segurança aos usuários de determinadas instalações, pois é capaz de interromper instantaneamente a corrente elétrica que o atravessa no caso de o máximo de títulos é superado.

Para sua operação, vários elementos são necessários: uma bobina, um eletroímã e uma folha formada, por sua vez, por dois metais com coeficiente de dilatação diferente.

Quando a chave magnetotérmica é ativada, dois efeitos são produzidos. Os dois efeitos que ocorrem são o térmico e o magnético, como o nome aponta. O efeito magnético, diante de curtos circuitos, causa a abertura do contato para impedir a passagem da corrente instantaneamente, atraindo a bobina para o núcleo. Por sua parte, o efeito térmico é aquele que ocorre quando o aquecimento faz com que a lâmina de metal se curva, abrindo o contato.

Segurança e proteção máxima para instalações

Este é um dos elementos para funções de conectividade hoje, pois garante a proteção dos circuitos e, portanto, a segurança das pessoas, tanto em suas casas quanto em centros de trabalho.>>>>

Tipos de magnetotérmico e diferencial

Quando falamos sobre aulas magnetotérmicas, nos referimos a:

magnetotérmica unipolar

Nesse caso, apenas o encadeamento de fase está conectado; No entanto, o neutro também é desconectado, pois está vinculado à fase, mas o processo é adjacente.

Magnetotérmico bipolar

Permite desconectar o neutro e a fase simultaneamente e instantaneamente. Estes contribuem com mais segurança.

Escolha o seu magnetotérmico ou diferencial de Simon aqui.